Outubro 21, 2021

Logar no site

Nome *
Senha *
Lembrar

"A ficha ainda não caiu", diz primo de criança que morreu afogada em piscina de hotel, em Santos

Setembro 25, 2020 648 0

AFOGAMENTO - Ainda abalado com tudo o que aconteceu, o primo do pequeno Bruno Pedersen Alexandre, de 5 anos, que morreu após se afogar na tarde da última quinta-feira (24), na piscina do Parque Balneário Hotel, no bairro do Gonzaga, em Santos, conversou com a Reportagem da Santa Cecília TV . Marcelo Ignácio conta que horas antes da fatalidade, ele esteve com a criança no hotel. Uma tia do rapaz, que mora na Suécia, estava hospedada no local e convidou os familiares para visitá-la, antes de retornar ao país.

“Minha tia veio da Suécia para o enterro da minha avó, só que o voo não conseguiu chegar a tempo. E ela se hospedou lá e a gente foi visitá-la”, conta o rapaz.

Marcelo, que é primo da mãe de Bruno, conta que assim que soube do acidente, correu para o hotel. “A minha prima me ligou chorando e de pronto fui para o hotel. Cheguei e o Bruninho estava lá em cima. E os paramédicos estavam lá. A gente realmente não sabe o que aconteceu. Foi uma fatalidade. Todos estavam consternados com isso e está sendo apurado o que aconteceu”.

A mãe do menino, que é dinamarquesa, mas mora em Santos, precisou ser amparada na saída da Central de Polícia Judiciária, onde prestou depoimento. Ela não quis dar entrevista.

A família que já estava de luto, agora está ainda mais abalada com esta tragédia. “Na verdade, nem caiu a ficha ainda. Só mesmo pedir a Deus pra que conforte, que Deus seja o nosso socorro num momento de tanta angústia. Ele era um menino muito querido, muito bonzinho. Estávamos com ele ontem, dando muita risada. Com certeza vai deixar muitas saudades”, lamentou o primo da criança.

 

Afogamento 

O acidente aconteceu na piscina que fica na cobertura do hotel. Bruno tinha passado o dia na piscina, acompanhado da mãe e da irmã de 10 anos. Por volta das 17 horas, a mãe das crianças saiu da água para fumar e mexer no celular. Foi neste momento que o menino começou a se afogar. Minutos depois, a irmã percebeu o que estava acontecendo e começou a gritar por socorro. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado e, durante 25 minutos tentou reanimar a criança. Bruno chegou a dar entrada na Santa Casa de Santos, mas não resistiu.

Após o acidente, uma perícia foi realizada no local. As imagens de monitoramento do local, que mostram o afogamento, já estão com a polícia e serão usadas nas investigações.

 

Fonte: Santaportal

 

Classifique esta materia
(0 votes)
Conexão 013

Se você apareceu nesta matéria e quer o direito d resposta entre em contato no email contato@conexao013.com.br

conexao013.com.br/
© 2020 Conexão 013

Nothing found!